Logotipo Afya
Anúncio
InfectologiaMAR 2024

Devido às chuvas, Ministério da Saúde reforça recomendações para leptospirose

Com o risco de aumento no número de casos, a pasta publicou uma Nota Técnica com instruções de conduta.
O início dos períodos chuvosos no final de março no Brasil aumentou a preocupação do Ministério da Saúde sobre a possibilidade de um aumento da contaminação da população por leptospirose, doença transmitida a partir da exposição direta ou indireta à urina de animais (principalmente ratos) infectados pela bactéria Leptospira.  Como a leptospirose possui sintomas parecidos com a dengue, que está batendo recorde de casos em 2024, a pasta ministerial publicou nota técnica reforçando estratégias para a suspeição de casos e apresentando recomendações de conduta clínica e terapêutica para a doença. 

A nota

Dentro da nota técnica, o ministério também apresentou a tabela com as manifestações da leptospirose e das arboviroses mais comuns.   Ainda no documento: “O diagnóstico diferencial deverá basear-se principalmente nos dados epidemiológicos e clínicos. Deve ser considerado o histórico de possíveis exposições de risco para transmissão da leptospirose nos 30 dias anteriores ao início dos sintomas.”  Leia também: Enchentes e contaminação: como abordar as doenças causadas pela água?  De acordo com os dados do Ministério da Saúde, em 2023 foram 19.565 casos suspeitos, com 3.100 confirmações e 254 mortes pela doença. Neste ano, até o final de fevereiro, já tinham sido confirmados 123 casos e 8 mortes. 

Apoio financeiro 

O Ministério da Saúde informou que monitora as localidades atingidas por chuvas fortes a fim de mobilizar esforços e ter celeridade no envio de equipamentos, técnicos e kits de medicamentos.  *Este artigo foi revisado pela equipe médica do Portal. 
Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Referências bibliográficas

Compartilhar artigo