Logotipo Afya
Anúncio
Ginecologia e ObstetríciaJUL 2022

Risco de gravidez ectópica durante o uso de dispositivos intrauterinos de levonorgestrel (DIU)

Neste artigo, conheça o estudo que avalia os riscos de gravidez ectópica em mulheres que utilizam o DIU hormonal como método contraceptivo.

A gravidez ectópica representa 2% de todas as gestações e é a principal causa de mortalidade materna no primeiro trimestre, sendo responsável por 9% das mortes maternas nos Estados Unidos.

Os principais fatores de risco para gravidez ectópica são antecedente de outra ectópica; cirurgias nos órgãos genitais internos, principalmente tubas uterinas; infecções genitais, principalmente causadas por clamídia; tabagismo; fertilização in vitro e uso de contraceptivos intrauterinos.

Leia também: Métodos de contracepção hormonal e seus efeitos protetores contra gestação ectópica

Síncope

Métodos 

Um estudo de coorte retrospectiva estudou 2.252 casos de gestações ectópicas no período de janeiro de 2014 a dezembro de 2019 na região de Estocolmo, Suécia. Os resultados foram publicados no Obstetrics & Gynecology em 7 de julho comparando o Índice de Pearl (índice que mede falha de um método contraceptivo) de três sistemas liberadores de levonorgestrel (com 13,5 mg, 19,5 mg e 52 mg) e os índices de gestação ectópica encontrados nas usuárias de cada um desses sistemas.

Entre as mulheres com diagnóstico de gravidez ectópica, 105 apresentavam um tipo conhecido de DIU hormonal bem locado, das quais 94 foram incluídas nos cálculos do Índice de Pearl. O índice de Pearl para DIU de 13,5 mg foi de 0,136 (95% IC 0.106–0.176); para o DIU de 19,5 mg foi de 0,037 (95% CI 0.021–0.067) e para o de 52 mg foi de 0,009 (95% CI 0.006–0.014).

Tomando o DIU de 52 mg como referência, o risco relativo de gestação ectópica foi maior para o DIU de 13,5 mg (RR de 20,59 IC 95% 12,04 – 35,21). Levando em consideração todo o período de estudo, o risco maior também foi para os contraceptivos com menores dosagens em relação ao de 52 mg (RR 14,49 para 13,5 mg e RR de 4,44 para o de 19,5 mg).

Resultados e discussão

Assim os autores concluíram que o risco de gravidez ectópica durante o uso de DIU hormonal ainda é muito pequeno mesmo assim. As pacientes que optarem por esse método devem ser orientadas que o método é seguro, eficaz, confortável e bem tolerado.

Se houver fatores de risco para gravidez ectópica deve ser considerada, antes da inserção, a possibilidade de usar o DIU hormonal com maior dosagem possível, para prevenção da mesma, quadro visto com os DIUs de menor dosagem do progestágeno.

Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Referências bibliográficas

Compartilhar artigo