Logotipo Afya
Anúncio
SaúdeFEV 2024

Governo federal anuncia a construção do primeiro hospital indígena em Boa Vista

Nova unidade oferecerá serviços de atenção especializada de média e alta complexidade ao povo yanomami. Confira os detalhes.
O primeiro hospital indígena do Brasil será construído na cidade de Boa Vista (RR), ainda este ano, de acordo com o anúncio feito pelo governo federal à imprensa, na última semana. A nova unidade faz parte das medidas da área de saúde para apoiar o povo yanomami, diante da crise humanitária na região onde vivem.  A população no território é de 31 mil indígenas que se distribuem em cerca de 380 comunidades. Weibe Tapeba, Secretário de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, afirmou que a presença de garimpeiros na região é uma das principais responsáveis pela disseminação de doenças entre os indígenas. 

Nova unidade 

O espaço servirá como um hospital de retaguarda, oferecendo serviços de atenção especializada, de média e de alta complexidade, ajudando a distensionar o sistema de saúde no município de Boa Vista e no estado de Roraima. De acordo com o secretário, a região de Surucucu, uma das mais estratégicas no território yanomami, deverá ter suas 22 unidades básicas de saúde indígena reformadas. Leia também: Ministério da Saúde vai debater uso da medicina indígena no SUS

Ampliação 

Em 2023 o aumento no número de profissionais de saúde na região foi de 53%, passando de 690 para 1.058. O contingente foi primordial para que mais de 30 mil casos de malária fossem descobertos e tratados a tempo.  “Nós realizamos 140 mil testes em massa e busca ativa para detecção de malária. Se não tivéssemos ido lá, não saberíamos como contar”, disse a secretária de Vigilância e Saúde do Ministério da Saúde, Ethel Maciel.  Weibe Tapeba acrescentou ainda que o ministério pretende apresentar em breve uma portaria para regulamentar a nova Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. *Este artigo foi revisado pela equipe médica do Portal. 
Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Referências bibliográficas

Compartilhar artigo