Logotipo Afya
Anúncio
SaúdeJUN 2016

O que é CID e como utilizar a classificação internacional de doenças?

A Classificação Internacional de Doenças, é uma das principais ferramentas epidemiológica do médico. Saiba o que é CID e para que serve.

Por Gabriel

A Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, mais conhecida como CID, é um das principais ferramentas epidemiológica do cotidiano médico. A principal função do CID é monitorar a incidência e prevalência de doenças, através de uma padronização universal. Leia nesse artigo as principais perguntas e respostas sobre a CID.

CONSULTE AQUI O CID!

O que é CID?

A Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde é um das principais ferramentas epidemiológica do cotidiano médico. Desenvolvida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tem como principal função monitorar a incidência e prevalência de doenças, através de uma padronização universal das doenças, problemas de saúde pública, sinais e sintomas, queixas, causas externas para ferimentos e circunstâncias sociais, apresentando um panorama amplo da situação em saúde dos países e suas populações.

Como utilizar o CID?

A CID é utilizado por médicos, outros profissionais de saúde, pesquisadores e gestores em saúde, empresas, seguros de saúde e organizações de pacientes, para classificar doenças e problemas em saúde nos registros em saúde em todo o mundo. Através dessa padronização universal, é possível monitorar a incidência e prevalência de doenças e ter um panorama da situação em saúde global.

Esta ferramenta está traduzida em 43 diferentes línguas e presente em mais de 115 países. A versão atual é CID-10 lançado na 43ª Assembleia Mundial da Saúde, realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em maio de 1990. Uma nova versão, CID-11, está em revisão com implementação prevista para 2022.

CID

Devo colocar a CID no atestado médico?

O diagnóstico e seu respectivo código só devem ser colocados no atestado médico a pedido do paciente. A resolução do CFM nº 1.819, publicada em 2007, proíbe a colocação do diagnóstico codificado ou tempo de doença no preenchimento das guias de consulta e solicitação de exames de seguradoras e operadoras de planos de saúde concomitantemente com a identificação do paciente.

Confecção de atestados médicos: erros, dúvidas e dilemas

Referências:

Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Compartilhar artigo