Logotipo Afya
Anúncio
EndocrinologiaSET 2021

Terapia hormonal da menopausa pode alterar controle de hipotireoidismo?

Foi divulgado um estudo avaliando diferenças entre administração do estradiol oral ou transdérmico em pacientes com hipotireoidismo. Saiba mais.

Por Juliana Olivieri

A terapia hormonal (TH) da menopausa tem sido amplamente prescrita, com cada vez mais segurança e com um maior arsenal terapêutico. 

Em torno de 10% das pacientes no climatério também apresentam o diagnóstico de hipotireoidismo primário, e a suplementação com terapia estroprogestativa pode interferir no controle dos hormônios tireoidianos. 

Recentemente, a revista norte-americana Menopause divulgou um estudo liderado por uma brasileira, Juliana Kaminski, avaliando as diferenças entre a administração do estradiol oral ou transdérmico nas pacientes com hipotireoidismo primário.

hipotireoidismo

Estradiol oral versus estrogênio transdérmico

Vinte mulheres foram randomizadas para 12 semanas de tratamento com comprimidos de estradiol 1 mg ou gel de estradiol 1 mg. Em seguida, as mulheres com útero receberam uma cápsula de 100 mg de progesterona micronizada oral. A função tireoidiana, a globulina de ligação à tiroxina (TBG), a globulina de ligação ao hormônio sexual (SHBG), o fator de crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1), os perfis lipídicos e a qualidade de vida foram medidos no início e após 12 e 24 semanas.

Resultados do estudo

O estradiol oral levou a um aumento nos níveis de T4 total; sendo que 3 de 10 pacientes tiveram repercussões clínicas com necessidade de aumento de dose de levotiroxina. Alterações significativas foram detectadas nas proteínas hepáticas com estradiol oral: os níveis de TBG e SHBG aumentaram, enquanto os níveis de IGF-1 diminuíram. 

Já o estradiol transdérmico isoladamente não afetou significativamente a função da tireóide. Estradiol transdérmico mais progesterona micronizada levaram a uma diminuição nos níveis de TSH, enquanto os níveis totais de T4 aumentaram.

Em termos de impacto de qualidade de vida e melhora de humor deprimido, ambas vias: oral e transdérmica de estrogênio tiveram resultados positivos.

Leia também: Estudo mostra que risco de câncer de mama após terapia hormonal é menor do que o estimado

Conclusões

Os níveis totais de T4 e TBG aumentam após o estradiol oral em mulheres com hipotireoidismo e podem causar alterações clínicas nos níveis de TSH. Por outro lado, o estradiol transdérmico isolado ou associado a progesterona micronizada não causam grandes alterações na função tireoidiana nessas mulheres.

Este foi considerado como o primeiro ensaio clínico randomizado a comparar as repercussões da terapia hormonal transdérmica ou oral de estrogênio em pacientes com hipotireoidismo, e seus achados nos levam a considerar eleger a prescrição de estrogênio transdérmico diante de casos de pacientes com diagnóstico de hipotireoidismo.

[simple-atuthor-box]

Referência bibliográfica: 

  • Kaminski, Juliana MD; Junior, Cleo Mesa PhD; Pavesi, Helena MD; Drobrzenski, Beatriz MD; Amaral, Gisah M. do PhD Effects of oral versus transdermal estradiol plus micronized progesterone on thyroid hormones, hepatic proteins, lipids, and quality of life in menopausal women with hypothyroidism: a clinical trial, Menopause: September 2021 – Volume 28 – Issue 9 – p 1044-1052. doi: 10.1097/GME.0000000000001811
Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Compartilhar artigo