Logotipo Afya
Anúncio
PediatriaMAI 2024

Whitebook: escabiose

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação clínica desta doença.

Por Carol Meneses

Essa semana, tivemos orientação de tratamento de escabiose no portal. Assim, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação clínica desta doença.

Baixe agora gratuitamente o Whitebook e tenha tudo sobre todas as condutas médicas, na palma da mão!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação clínica desta doença.

Apresentação clínica da escabiose

Quadro clássico: Caracteriza-se pela presença de pápulas eritematosas, vesículas, nódulos, túneis e pelo prurido intenso (principalmente à noite). Geralmente, há escoriações, crostas melicéricas e pústulas decorrentes de infecção secundária, em geral, infecção estafilocócica.

Nos lactentes: O aspecto inflamatório e o tamanho das lesões dificultam o diagnóstico. As áreas mais acometidas são axilas, palmas e plantas, mas face e couro cabeludo também podem ser contaminados pelo contato com o antebraço e o tórax da mãe infectada.

No escolar e no adolescente: As principais áreas acometidas são espaços interdigitais, axilas, punhos, regiões glútea e genital. O túnel característico da doença no adulto é raro na criança.

Escabiose norueguesa: Variante da escabiose pouco comum, sendo mais frequente nas crianças imunodeprimidas, com síndrome de Down e nos prematuros. Apresenta aspecto mais disseminado e grave, com lesões crostosas e fissuras. O prurido é ausente ou mínimo. As infecções secundárias podem resultar em sepse em um paciente imunossuprimido.

Nódulo escabiótico: Reação de hipersensibilidade do hospedeiro ao parasita, que geralmente ocorre após o tratamento e tem resolução demorada. Caracteriza-se por pápulas de 5-6 mm de diâmetro, de aspecto firme e extremamente pruriginosas.

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Compartilhar artigo