Logotipo Afya
Anúncio
CirurgiaJUL 2018

PMMA: quais são as indicações para uso?

O PMMA é um preenchedor biocompatível bifásico definitivo (não é absorvido pelo corpo). A substância tem liberação da Anvisa no Brasil.

Por Vanessa Thees

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Na última semana, a bancária Lilian Calixto, de 46 anos, faleceu após realizar uma bioplastia nos glúteos com polimetilmetacrilato (PMMA) no Rio de Janeiro. O procedimento foi realizado em desacordo com as recomendações atuais e fora do ambiente hospitalar. A suspeita é de tromboembolismo venoso em decorrência da quantidade de PMMA utilizada. O médico responsável pelo procedimento, Denis Furtado – conhecido na Internet como Dr. Bumbum -, e sua equipe estão presos e respondem por homicídio qualificado.

O PMMA é um preenchedor biocompatível bifásico definitivo (não é absorvido pelo corpo). A substância tem liberação da Anvisa no Brasil, mas quando usado de forma indevida pode acarretar efeitos adversos graves. De acordo com a Agência, o PMMA pode ser usado em “procedimentos estéticos para corrigir rugas e restaurar pequenos volumes perdidos de tecidos com o envelhecimento”.

vacina

Indicações para uso do PMMA

  • A aplicação deve ser limitada a pequenas quantidades, sendo indicado para regiões da face para corrigir rugas e restaurar pequenos volumes perdidos de tecidos com o envelhecimento. O preenchedor deve ser utilizado de forma subcutânea.
  • É utilizado também para correção da lipodistrofia facial causada por medicamentos em pacientes com aids (procedimento está na lista do SUS)
  • A aplicação de grandes quantidades é controversa, devido ao potencial alto de complicação; por isso, não é recomendado em grandes regiões, como glúteos, panturrilha e coxas.

Mesmo quando utilizado em baixa quantidade, muitas complicações já foram relatadas com o uso desse material permanente, tais como: processos alérgicos, inflamação aguda e crônica, formação de granulomas e infecção.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) não recomendam o uso do produto para fins estéticos.

LEIA MAIS: Cirurgia Plástica Estética – como identificar um paciente não elegível?

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Anúncio

Assine nossa newsletter

Aproveite o benefício de manter-se atualizado sem esforço.

Ao assinar a newsletter, você está de acordo com a Política de Privacidade.

Como você avalia este conteúdo?

Sua opinião ajudará outros médicos a encontrar conteúdos mais relevantes.

Compartilhar artigo